“Eu não o contrataria nem para administrar um ferro-velho”, disseram para o Bispo Rodovalho

Em meados de 1986 durante a organização do Congresso Nacional que a Comunidade Evangélica promovia anualmente em Brasília Robson Rodovalho ouviu uma declaração que para muitos seria o fim. Uma pessoa considerada na época bem sucedida na sua área fez a seguinte afirmação: Você não sabe nada de administração. Eu não o contrataria nem para administrar um ferro-velho. Robson apenas sorriu um sorriso de humildade e tranquilidade.

Em 1992 após abrir mão de seu ministério de líder das comunidades evangélicas radicado em Goiânia, Goiás, Robson Rodovalho chegou a Brasília com sua família. Com sua mudança em dois carros: um Chevette Hatch vermelho, próprio, e uma Parati emprestada pela igreja de Goiânia. E muita fé no coração vontade de trabalhar e ganhar essa cidade para Jesus.

Em 1994 após receber de Deus no seu coração a orientação para implantar o modelo bíblico de igrejas apostólicas, foi abandonado pelo seu principal cooperador que não concordava com essa visão. E quase 40 igrejas das 110 ligadas ao Ministério Comunidade Evangélicas seguiram esse ex-discípulo.

Para muitos era um momento de repensar e retroceder, pois contavam com o apoio financeiro de Goiânia, que a partir daquele momento parou de ajudar a igreja de Brasília.

Hoje Robson Rodovalho é presidente e fundador da Sara Nossa Terra com milhares de igrejas em todo Brasil e exterior. Dezenas de templos próprios. Tem a rádio Sara Brasil FM e uma TV geradora: a rede Gênesis. Elegeu-se Deputado Federal em 2006, na sua primeira eleição. Nada mal para uma pessoa que foi considerada incapaz de administrar um ferro-velho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *