O Senhor quer que cresçamos.

mar 9 • Publicações, Sem categoria • 367 Visualizações • Comentários desativados

Vimos, portanto, que o Senhor quer que cresçamos. Podemos perguntar: o que é crescer? A resposta é sermos transformados em nossas vidas, em nossos hábitos, em nossos costumes em direção à imagem de Cristo. É pela consagração e abertura que damos a Deus, e mediante esta, que somos levados por Ele para mais perto da semelhança de Seus filhos.
“Com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do Seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo…” (Ef 4: 12-13).
Esses versículos nos mostram que cresceremos, mas até quando? Qual o referencial de Deus? A resposta está aí: até a estatura da plenitude de Cristo, a perfeita varonilidade. Isto significa que Deus não nos quer imaturos. Ele nos ama como somos, quer que cresçamos até a estatura de Cristo. Jesus disse: “… basta ao discípulo ser como seu mestre…” (Mt. 10:25). Isto não significa que temos de nos tomar maduros por nossas próprias forças: claro que é a operação de Deus que nos levará. É o próprio Senhor, agindo por Seu Espírito, que nos guiará, porém há um conceito entre nós, de que o cristão não pode ser vencedor aqui. Ele estará sempre em problemas, e somente lá no céu será espiritual. Não é isso que a Bíblia nos ensina. Deus quer um povo forte, irrepreensível, maduro e belo. Um povo que seja digno de levar Seu nome.
“Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu caminho, que andam na lei do Senhor” (SI. 119:1).
“O qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniqüidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras”. (Ft. 2:14).
Temos mencionado que a maior parte dos cristãos se apóia em uma única experiência na vida cristã e estacionam nela. Vemos a necessidade dos cristãos terem não apenas uma ou duas experiências fortes em suas vidas, mas de conhecê-las cada dia mais. E gloriosos temos a certeza de que podemos nos relacionar com o Senhor, de forma que tenhamos uma experiência após a outra, e com maior poder e profundidade. Não precisamos estacionar.
“… E juntamente com Ele nos ressuscitou e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus…” (Ef 2:6). 

A Bíblia diz que estamos assentados nos lugares celestiais em Cristo, acima dos principados e potestades. É verdade que estamos lá pela fé, porém na prática precisamos nos desenvolver até que alcancemos tal posição. Pela fé o povo de Israel já possuía a terra desde o instante que saiu do Egito. 
“…E vos levarei 
à terra acerca da qual jurei dar a Abraão, a Isaque e a Jacó, e vo-la darei como possessão: Eu sou o Senhor…” (Ex. 6:8). 
Entretanto, na prática, eles tiveram que lutar, guerrear e tomar cidade por cidade. É exatamente assim em nossa vida cristã. Quando fomos salvos, tirados do Egito, o Senhor nos deu a promessa da vitória completa dentro de nós e começa a luta do Espírito de Deus pela posse de todas as áreas e aspectos de nossa vida.

Precisamos crescer e isto implica vencer em nossas vidas. Significa que estamos sendo transformados quando vencemos os velhos hábitos e pecados e começamos a dominar a terra que Ele nos prometeu. A promessa de posse da terra implica no domínio do Espírito de Deus sobre nossa velha natureza. Portanto, o primeiro aspecto que queremos expor é a necessidade de crescimento como transformação e a vitória em nossas vidas. 

Publicações Relacionadas

Comentários não permitidos.

« »