A AMARGURA CONTAMINA

O que está dentro de nós passamos ao outro. A Bíblia diz que a boca fala do que o coração está cheio. Não podemos calar e nem sufocar a voz do coração, ela é muito forte. Pessoas insatisfeitas acabam “vazando” de alguma maneira. Se não tratamos o coração acabamos vomitando o que tem dentro dele.

Uma raiz de amargura contamina muita gente e uma raiz de bênçãos abençoa muita gente também. O que está dentro de nós é o que transmitimos ao outro, não são palavras e sim atitudes.

A atitude é o semblante do coração

A mente pensa uma coisa, o coração pensa outra. Nossa mente está propícia a obedecer, mas se o coração está machucado, ferido obedecemos a ele e isso precisa ser dominado.

Sabemos pelo rosto da pessoa se ela está bem, em paz, deprimida ou chateada. Não é assim? É porque a atitude anda na nossa frente. Não podemos maquiá-la! A atitude é o semblante do coração, por isso ele tem que estar abençoado, ensinado, adestrado, feliz. Quando isso não acontece a nossa amargura vaza nas pessoas que mais amamos e que não queremos ferir…

Falei sobre esse assunto na Santa Convocção do dia 8 de novembro, o vídeo com o compacto dessa reunião já está na WebTV, passe por lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *