A sabedoria vence o mundo porque ela contorna os obstáculos

“Ora, se assim também Satanás estiver dividido contra si mesmo, como é possível que seu reino subsista? Expresso-me desta forma pois dizeis que Eu expulso demônios por Belzebu”. Lucas 11:18

Ninguém e nenhum mal pode se dividir contra si mesmo. Essa é uma frase negativa da negativa, porque o primeiro personagem é muito ruim, Belzebu. É o pior que pode ter, mas nós podemos aprender alguma coisa com Belzebu. Podemos aprender com os erros dos outros. Quantos concordam que aprender com os erros dos outros é sabedoria e aprender com os nossos erros é ignorância? Aliás, aprender com os erros dos outros é sabedoria, mas aprender com os meus erros é humildade e não aprender nada, é ignorância.

Tem gente que erra e erra de novo e você diz: o que ela aprendeu com essa lição? Não aprendeu nada, porque não tem humildade. Diz que ele ou ela que foi errado. Mas você já terminou dois namoros, três noivados, será que não tem alguma coisa em você? Você já terminou, uma, duas, três sociedades. Você já passou por mais de 25 empregos. Não, mas sempre o problema são os outros, o seu chefe, as pessoas que não gostam de você. O problema é o mundo. O mundo não é o problema, eu sou o problema, porque se eu sou sábio, eu posso vencer o mundo. Jesus diz: “vós estais no mundo e vós vencereis o mundo”.

Mas então, como vamos vencer o mundo? Com espada? Você vai colocar uma espada na cabeça dos outros para eles te contratarem? Fazer as pessoas gostarem de você? Fazer as pessoas te amarem? Te darem uma nota de eficiência? De competência, quando nem sempre o seu chefe pensa isso? Não, só tem uma maneira de alguém vencer o mundo: com sabedoria. A sabedoria vence o mundo porque ela contorna os obstáculos. Ela enfrenta as resistências.

Temos na Bíblia o exemplo de José. Ele venceu o mundo, porque era sábio. Ele enfrentou a mulher perversa e venceu. Ele enfrentou um general corrupto e venceu. Ele enfrentou uma cadeia e venceu o pessoal da cadeia. Ele enfrentou a situação dos irmãos invejosos e venceu. Por isso, aonde a vida te colocar, a sua sabedoria irá prevalecer. Então, quem aprende com os erros dos outros é sábio.

Por isso, eu posso sim aprender alguma coisa com a experiência de Belzebu e posso aprender muito mais com a experiência de Lúcifer. Eu quando prego, eu mostro a história do mal. O retrato do mal desde a eternidade até a igreja hoje, todas as fases, como se fossem fotografias e na passagem Jesus diz em uma frase: Ora, se Belzebu está dividido contra si mesmo, ele não subsistirá. Nem o mal, nem a essência do mal se divide, quanto mais nós. Você não pode se dividir de você mesmo.

O que é uma pessoa dividida de si própria? Uma parte de você quer a carne, a outra parte de você quer o espírito. Uma parte de você quer Deus, outra parte de você quer vingança. Uma parte de você quer o púlpito, o altar. Outra parte quer ser empresário. Às vezes, vai na igreja, outra não tem tempo para ir à Casa do pai. Como pode? Uma parte de você quer casar, ter uma vida séria. Outra parte acha que está tão bem sozinha, porque pode ter vários relacionamentos. Uma parte de você acredita no dízimo e na oferta, outra parte acha que é desperdício, que é bobagem.

E então Jesus diz: “Belzebu não pode se dividir”. Ele é mau, mas não é burro. Ele sabe que um ser dividido não leva nada para frente. Isso serve para a nossa inteireza, integralidade. Uma família dividida, onde o marido começou a brigar com a mulher, finanças, ministério, equipe, pastores, líderes que dividem acham que vão chegar aonde? Esquece, não vão chegar a lugar nenhum, por isso a arma do inimigo é a divisão.

Quando o mal sai da sua vida, o Reino de Deus aparece. Uma vez uma pessoa me perguntou como eu tinha certeza que o Reino de Deus está atrás do nosso ministério e eu lhe respondi: “Simples, ninguém retira demônios a não ser o Reino de Deus. Muita gente pode falar de filosofia, de sabedoria, pode cantar bonito, agora ninguém tira o mal da vida das pessoas que o Reino de Deus não esteja por trás”. Todas as vezes que o mal sai do seu negócio, da sua família. Todas as vezes que sai o pecado, que sai a doença, os tormentos, as invejas, os ciúmes. Todas as vezes que saem essas manifestações do mal, demônios, possessões, então o reino de Deus chegou, porque o mal não sai sozinho, ele não se convida para sair. Ele não é elegante a esse ponto, mas o Espírito Santo é. O Espírito Santo só fica onde ele é super bem-vindo, o mal não, ele só sai expulso.

 

Um comentário em “A sabedoria vence o mundo porque ela contorna os obstáculos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *