A TENTAÇÃO DO SONO




Mateus 26.40 “E, voltando para os discípulos, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comigo? Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.”

 Aqui Jesus fala de uma estranha tentação – o sono de Pedro.

 Nesse caso, o que estava tentando Pedro não era o dinheiro fácil, o sexo sem compromisso, nem algo que feria o seu caráter, era uma necessidade humana, era o seu sono.

 Você precisa entender que nem sempre tentação é uma coisa horrorosa, às vezes é uma coisa simples, mas que tira o teu foco do pensamento de Deus.

 O Espírito está pronto, mas a carne é fraca. Por isso, golpeie nos lugares certos. Lute com sabedoria, que a sua natureza não vai dominar a sua vida.

 Perceba aqui que os discípulos não estavam fazendo nada de mal, não estão se embriagando, não estavam numa festa, não estavam jogando, ele estavam apenas dormindo. Jesus nos ensina aqui, que é possível entrar em tentação dormindo, pois aquele não era o tempo de dormir e sim de orar e vigiar.
O segredo é orar e vigiar

Tentação é aquilo que te tira do foco de Deus. Quando as coisas estão difíceis é hora de orar e não de dormir. Vigia, fique atento, apercebidos da situação.

Fique atento aquilo que está acontecendo ao seu redor. Enfrente as situações difíceis da tua vida em oração. Buscar se esconder das dificuldades faz parte da natureza humana, até mesmo o profeta Elias, quando se achou numa situação difícil, fugiu para uma caverna a fim de se esconder, mas Jesus nos ensina que devemos enfrentar nossos problemas vigiando e orando, e não entrando em depressão, não fugindo.

 Como você reage na hora das dificuldades?
Guarde a glória de Deus

Um líder precisa valorizar a vida. Em uma época da minha vida eu observava em alguns hospitais por onde passava um símbolo que eu não entendia – uma chama com duas mãos em concha ao redor. Descobri depois que é o símbolo da vida. Sabe o que quer dizer? A chama é vida, é fogo que traz movimento. Só que o fogo é frágil e se apaga com facilidade e por isso a vida precisa ser protegida. Satanás é o pai da destruição e da miséria e não gosta das coisas bonitas, prontas e bem feitas.

Tem gente que acha que proteger a glória de Deus é cuidar para manter a unção durante uma música. A glória de Deus nesse caso não precisa de proteção. Você pode ficar tranqüilo. Você precisa proteger a glória de Deus quando encontra alguém roubando discípulos ou semeando insegurança e dúvidas sobre o caráter, a integridade e a seriedade dos líderes.

 O texto de Levítico 19:13-17 diz: “Não oprimirás o teu próximo, nem o roubarás; a paga do jornaleiro não ficará contigo até pela manhã. Não amaldiçoarás o surdo, nem porás tropeço diante do cego; mas temerás o teu Deus. Eu sou o Senhor. Não  farás injustiça no juízo, nem favorecendo o pobre, nem comprazendo ao grande; com justiça julgarás o teu próximo. Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo; não atentarás contra a vida do teu próximo. Eu sou o SENHOR. Não aborrecerás teu irmão no teu íntimo; mas repreenderás o teu próximo por causa dele, não levarás sobre ti pecado”.

Parece que ele mudou o assunto no meio, mas não é verdade. Mexerico e fofoca são atentados à vida porque machuca a alma da pessoa. Deus conhece o mais profundo do nosso coração. Ele diz: ”Não repreenda o teu próximo”. Seja claro, fale a verdade.

Em Lucas 11, Jesus dá uma lição fantástica e une um assunto que a gente quase nem percebe. Do versículo 14 ao 23 encontramos o episódio onde allguns discípulos que o seguiam saíram dizendo que Jesus expulsava demônios por Belzebu. Jesus responde de uma forma elegante, mas tratando o mal na raiz. E no versículo 24, Ele mostra o juízo quando diz: ”Quando o espírito imundo sai do homem e anda por lugares áridos procurando repouso, não achando diz: voltarei para minha casa donde sai. Tendo voltado e encontrado a casa varrida e ornamentada…”.

 A casa é o coração do homem. Estar varrida e ornamentada significa que ela foi limpa e decorada. Isso quer dizer que a pessoa se batizou, deu os primeiros passos. A casa não foi só varrida, mas foi ornamentada. E Ele continua: “ …Leva consigo sete espíritos piores do que ele, e entrando habitam ali; e o último estado daquele homem se torna pior do que o primeiro”.

 Perceba que o texto é o mesmo, não existe uma divisão no original grego, e Jesus estava falando sobre as pessoas que haviam estado com ele e saíram dizendo que ele estava endemoninhado. Ele estava dizendo: “Tomem cuidado porque ao falar assim vocês abrem uma brecha para que o maligno atue na sua vida”.

Retomando ao texto de Levítico 19, o versículo 17 diz: “Não aborrecerás o teu irmão no teu íntimo, mas o repreenderás por causa dele não levarás sobre ti pecado”.

Sabe o que diz a outra tradução? “Não levarás o seu pecado”. Isso quer dizer que, quando você se torna participante da fofoca, você está levando o pecado, de quem está fofocando, junto com você. É esse o sentido no original hebraico.

Nós não podemos nos tornar cúmplices. Se a pessoa fala, saia de perto. Eu não quero levar esse pecado na minha vida. Construir é muito difícil e destruir é muito fácil, por isso temos que guardar o que já está construído: valores, conceitos, famílias, relacionamentos.

Se você sabe que um irmão tem problema com outro, guarde e não destrua. Procure chamar, confrontar, colocar os dois juntos para resolver.

Traga luz para eliminar as trevas. O diabo veio para matar, roubar e destruir. Você percebe a escala? Matar é forte. Se ele não conseguir, então ele vai tentar roubar. Se não conseguir roubar, então vai tentar destruir.

Graças a Deus, o diabo não tem conseguido matar. Ele não tem conseguido roubar. Mas, infelizmente, ele tem conseguido destruir muitos relacionamentos.

Bispo Rodovalho
09/03/2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *