Aceitar é diferente de aprovar

É impressionante como as pessoas não sabem a diferença entre aprovação e aceitação

Quantas pessoas falam: evangélico não aceita isso, evangélico não aceita aquilo. Aceitar as pessoas e suas condutas não significa aprovar suas ações. Às vezes confundimos as coisas.

A gente sabe que amor é aceitação, mas confundimos aceitação com aprovação. Achamos que para amar alguém temos que aceitar e aprovar seus atos. E criamos uma grande confusão! Criamos situações nas quais é difícil ter paz. Por exemplo: como você pode aprovar alguém que o traiu? Você pode aceitar a pessoa e perdoar. Isso é aceitação. Mas você aprova o ato? Naturalmente que não.

Algumas pessoas dizem: “Quando eu perdoo, eu sinto que me igualo ao outro”. Não! Não entenda assim! Quando você perdoa o outro, está dizendo a ele: “Eu aceito você porque eu te amo, eu te perdoo, mas eu não aprovo o que você fez”. A linha que diferencia a aceitação da aprovação é muito tênue. É por isso que o cristianismo é para quem nasce de novo. Cristianismo é para quem decide viver uma vida nova. O que Jesus traz para nós é um desafio.

É fácil ser um religioso, mas é difícil ser um cristão verdadeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *