Ciência e Religião parecem incompatíveis? Bispo Rodovalho fala sobre o assunto na Revista Superinteressante

O debate sobre ciência, política e outros temas parece cada vez mais comum e paralelo ao tema religião. Recentemente, foi ligado à política, com grande êxito dos religiosos na bancada da Câmara Legislativa. Pesquisadores do mundo inteiro tem realizado estudos para comprovar a existência de Deus ou curas por meio de orações, entre outras ações físicas. Bispo Robson Rodovalho é um dos pesquisadores que trabalha o assunto em suas palestras e livros. Em matéria para a Dossiê, edição especial da Revista Superinteressante deste mês, Bispo Robson Rodovalho fala sobre a ação da física quântica sobre a fé e sua trajetória com o Ministério Sara Nossa Terra.

A Física da Fé

Ciência e religião parecem incompatíveis? Não para o bispo Rodovalho

Durante oito semanas, Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica ficou entre os dez livros  de não ficção mais vendidos do Brasil em 2013. Em 256 páginas, Robson Rodovalho usa propriedades da física quântica , aquela que estuda as partículas subatômicas, para tentar explicar cientificamente a fé e a espiritualidaåde. Formado em física, Rodovalho afirma, por exemplo, que se no mundo macroscópico é impossível que “a fé mova uma montanha” (no sentido literal), no universo infinitesimal onde reina a mecânica quântica a história é outra: partículas surgem e desaparecem do nada, além de se “teletransportarem” o tempo todo. Para o pastor-físico, então, a mera existência dessa realidade insólita mostra que talvez existam mais coisas entre o céu e a terra do que sonha filosofia laica. E elas poderiam, segundo ele, ser explicadas pela espiritualidade. 

Rodovalho era professor da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, quando diz ter recebido uma revelação divina. Então, se mudou para Brasília em 1992 e fundou a igreja Sara Nossa Terra junto com a mulher, a bispa Lúcia. A Igreja segue a Teologia da Prosperidade, e os fundadores acreditam que o ministério é o caminho para curar as doenças da Terra, como bruxarias, desigualdades sociais e corrupção. Apesar de ser mais liberal do que as igrejas pentecostais, acolhendo e recuperando jovens que “se perderam”, sua pregação é conservadora, centrada no casamento e na família. Nos anos 2000, a Sara Nossa Terra se tornou a queridinha das subcelebridades. O trapalhão Dedé Santana, a modelo Monique Evans, o jogador de futebol Marcelinho Carioca e as cantoras Baby do Brasil e Gretchen frequentavam os cultos. Outro que passou pela Sara foi o deputado cassado Eduardo Cunha.

Mas famoso mesmo é o casal Rodovalho. Além de físico e escritor (tem mais de 70 livros publicados), o bispo é cantor, dá palestras dentro e fora no Brasil, foi deputado federal pelo DEM e bomba muito no Twitter (tem 918 mil seguidores). A comunicação pelas redes, aliás, é um dos grandes trunfos da Igreja. Dá até para encaminhar pedidos de oração pelo site. Formada em psicologia, Lúcia se encarrega de atrair os fiéis mais novos. Ela fundou o Ministério Arena Jovem, que usa grandes shows de música gospel e pregações com temáticas modernas para atrair os seguidores.

A Igreja é dona de uma emissora de TV, a Gênesis, e da Rede Sara Brasil FM, e também possui uma editora e uma gravadora gospel. Em 2014, tinha 1,3 milhão de seguidores no mundo. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *