DAVI x CONFLITOS INTERIORES – I PARTE

Davi não era um homem qualquer, era alguém segundo o coração de Deus, ele tinha intimidade com o Senhor. Ele não era uma pessoa comum. Mas esse homem tropeçou e caiu, trazendo uma tragédia para a sua vida.

Creio que você conhece pessoas que por um momento na vida, jogam fora todo o seu passado. Foi isso que aconteceu com Davi.

Deus te dá o teu presente hoje para que você confirme o seu passado e não para que você apague a sua história de vida. O seu presente confirmará o teu passado e te trará um futuro mais feliz, mais próspero e mais abençoado.

Davi em 5 minutos destruiu toda a sua carreira, toda a sua vida. Vamos recapitular os tropeços de Davi:

– Davi ficou em casa quando deveria estar na guerra.

O lugar da sua proteção é onde está sendo travada a sua guerra e não em sua casa. O Senhor te preparará e te capacitará lá na tua batalha. Junto ao teu exército, que é a tua proteção. Quando você se afasta do seu líder e da sua célula você perde a força do seu exército.

– Davi tropeçou porque ficou sem a arca.

A arca seguia o exército. A arca era a força de Deus para aqueles que estavam na guerra. A presença de Deus não é para os desistentes, os aposentados da fé. Quando você estiver na guerra do Senhor, você estará protegido porque o Senhor estará com você. Davi pensou que o seu palácio era o lugar mais seguro para ele, e o inimigo o atingiu em sua cama, porém, o seu exército foi guardado pelo Senhor, enquanto lutavam.

Não se afaste da arca da presença de Deus, ela é a sua força!

– Davi tropeçou porque achava que ele podia tudo.

Líderes de sucesso costumam tropeçar porque acham que o seu sucesso justifica flexibilizar a palavra de Deus. Davi achou que ele era uma exceção, que o caso dele tinha uma explicação. Mas Deus diz no Salmo 138 que a sua palavra está acima de tudo.

A benção que te protege é o seu limite, não importa quão rico, quão grande, próspero ou excepcional você seja. O limite é a sua proteção. Por isso Deus colocou limites na sua palavra.

Davi tropeçou porque pensou que por ser rei, por ser um grande líder, ele poderia possuir a mulher do seu capitão. Ele pensou que o mandamento contra o adultério não valia pra ele.

Eva tropeçou porque se deixou levar pela conversa da serpente. Deixou que a serpente plantasse duvidas no coração dela, quanto à palavra e a motivação de Deus. A serpente colocou dúvidas sobre o limite que Deus colocou para a mulher.

Todos nós precisamos da força do Senhor, nós não somos super homem, nós precisamos da proteção de Deus!

Saul também tropeçou por não guardar a palavra que tinha sido dada a ele.

Por isso, cuidado com a palavra de Deus. Dois reis tropeçaram porque pensaram que a palavra de Deus só valia para os outros e não para eles.

– Davi tropeçou porque ele tinha conflitos emocionais não resolvidos.

O rei Davi quando viveu essa confusão, estava com 42 anos de idade, já era um homem vivido, estruturado, um rei. Mesmo sendo um homem já maduro, ele tropeçou.

Por que Davi tropeçou? Simples, porque ele guardou conflitos. Davi tinha um problema grave em sua vida, o abandono. Ele era sempre esquecido. Ele era o oitavo filho, e na cultura da época, enquanto o primogênito tinha muita importância para família, o mais moço era praticamente desprezado. Se você for ver a história de Davi, vai perceber que em toda a sua vida no lar ele esteve à margem da sua família.

Se fossemos definir Davi pela linguagem popular, usaríamos o termo “pessoa sem sorte”. Repare o currículo de Davi: – Era o último de uma família de 8 filhos; era desprezado por seus irmãos, era preterido nas festas da família, foi rejeitado como herói. Por isso, quando ele foi levar comida para os seus irmãos, ele viu ali uma grande chance.

I Samuel 17.26: “Então, falou Davi aos homens que estavam consigo, dizendo: Que farão àquele homem que ferir a este filisteu e tirar a afronta de sobre Israel? Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?

A resposta a essa pergunta de Davi está no livro de Crônicas. O prêmio pela morte de Golias seria: – 600 ciclos, isenção dos impostos e a mão da filha do rei em casamento.

Você pode até ter achado normal Davi fazer essa pergunta, mas na verdade, ela revela a fraqueza de Davi. Ele tinha um problema de imagem, ele tinha auto-estima baixa. E foi exatamente esse seu problema de estima que o instigou a se projetar. Eu tenho descoberto que o que motivou Davi à guerra não foi apenas a sua fé, mas foi também o seu desejo de ter um espaço, de ser alguém. Se fosse apenas por sua fé, Davi não teria perguntado por recompensa em caso de vitória.

I Samuel 18. 17: “Disse Saul a Davi: Eis aqui Merabe, minha filha mais velha, que te darei por mulher; sê-me somente filho valente e guerreia as guerras do Senhor; porque Saul dizia consigo: Não seja contra ele a minha mão, e sim a dos filisteus. Respondeu Davi a Saul: Quem sou eu, e qual é a minha vida e a família de meu pai em Israel, para vir a ser eu genro do rei? Sucedeu, porém, que, ao tempo em que Merabe, filha de Saul, devia ser dada a Davi, foi dada por mulher a Adriel, meolatita.”

Mais um exemplo aqui da falta de sorte de Davi. Ele conquistou o direito de casar-se com Merabe, mesmo assim, ela foi dada a outro. Isso foi mais um golpe duro em Davi.

I Samuel 18. 20-30: “Mas Mical, a outra filha de Saul, amava a Davi. Contaram-no a Saul, e isso lhe agradou. Disse Saul: Eu lha darei, para que ela lhe sirva de laço e para que a mão dos filisteus venha a ser contra ele. Pelo que Saul disse a Davi: Com esta segunda serás, hoje, meu genro. Ordenou Saul aos seus servos: Falai confidencialmente a Davi, dizendo: Eis que o rei tem afeição por ti, e todos os seus servos te amam; consente, pois, em ser genro do rei. Os servos de Saul falaram estas palavras a Davi, o qual respondeu: Parece-vos coisa pequena ser genro do rei, sendo eu homem pobre e de humilde condição? Os servos de Saul lhe referiram isto, dizendo: Tais foram as palavras que falou Davi. Então, disse Saul: Assim direis a Davi: O rei não deseja dote algum, mas cem prepúcios de filisteus, para tomar vingança dos inimigos do rei. Porquanto Saul tentava fazer cair a Davi pelas mãos dos filisteus. Tendo os servos de Saul referido estas palavras a Davi, agradou-se este de que viesse a ser genro do rei. Antes de vencido o prazo, dispôs-se Davi e partiu com os seus homens, e feriram dentre os filisteus duzentos homens; trouxe os seus prepúcios e os entregou todos ao rei, para que lhe fosse genro. Então, Saul lhe deu por mulher a sua filha Mical. Viu Saul e reconheceu que o Senhor era com Davi; e Mical, filha de Saul, o amava. Então, Saul temeu ainda mais a Davi e continuamente foi seu inimigo. Cada vez que os príncipes dos filisteus saíam à batalha, Davi lograva mais êxito do que todos os servos de Saul; portanto, o seu nome se tornou muito estimado.”

Deus era com Davi. Saul o traia e tramava o seu mal, mas Davi prevalecia porque o Senhor era com ele.

Deus usa as situações difíceis para te fortalecer e te levar à vitória. Mesmo que você tenha baixa estima, mesmo que você tenha situações emocionais não resolvidas, se você tiver fé, essas situações não te destruirão, elas te projetarão para a sua vitória, para uma vida de sucesso.

Continua…
Bispo Rodovalho
13/05/2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *