O prazer vem depois do sacrifício

Do ponto de vista de Deus, o prazer é a celebração da conquista

[dropcap]V[/dropcap]ivemos em um mundo em que se propõe a construção de uma vida à base de prazeres momentâneos. O que a sociedade secular chama de paixão, Deus chama de aliança, de uma vida de sacrifícios. Deus nos diz que a vida é para construir o propósito, não para perseguir o prazer. E só construímos o propósito quando estamos dispostos a entrar no sacrifício.

Sem sacrifício não há construção de sonhos. Nunca vi alguém conquistar algo real somente com prazer. Afinal, um preço é pago por tudo que se constroi na vida, e o prazer é o resultado desse sacrifício. Do ponto de vista de Deus, o prazer é a celebração da conquista do sacrifício. Fazemos isso porque temos um alvo, uma meta que, quando a atingimos, nos alegramos e alcançamos o prazer.

Pessoas que querem o prazer como estilo de vida terão vidas medíocres. A vida não foi feita para ser simplesmente aproveitada, mas para construir e cumprir o propósito que Deus reservou para nós. Para isso, é preciso disposição para viver o sacrifício. Não há realização de sonho que não requeira suor, disposição e foco ao longo de sua busca.

A vida não perdoa o preço que precisamos pagar pelo prazer. Ou pagamos o preço do sacrifício a Deus, ou o pagamento será o preço da vida vazia, de prazeres. O resultado do primeiro, que é pago antes, são vitórias, conquistas e sucesso. O preço do segundo, que é pago depois, bem mais caro, vem cobrado na saúde, nos relacionamentos. É fundamental ter sempre em mente que prazeres momentâneos podem resultar em perdas definitivas.

Bispo Robson Rodovalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *