O QUE A SOCIEDADE ESPERA DA IGREJA HOJE

A igreja tem que ser um lugar que está aberto  para receber pessoas, qualquer pessoa: bêbados, drogados, divorciados, cabeludos, mães solteiras, homossexuais, tantas vidas machucadas. Isso não quer dizer que a pessoa continuará assim como chegou. As pessoas têm que ser aceitas para serem restauradas. Sua vida será trabalhada em amor.
Precisamos buscar não só o mundo espiritual, o sobrenatural, mas um coração de aceitação em relação às pessoas que vêm à igreja buscar de Deus. Precisamos derrubar o muro que nos separa do mundo como se fôssemos uma sociedade à parte. Temos que entender que as pessoas vão aonde encontram aceitação. Elas são livres para escolher onde querem estar. O nome de uma igreja também não segura ninguém. O que atrai as pessoas é o carinho do pastor, a presença, a aproximação, a amizade. O que segura as pessoas é um canal de comunicação aberto através do qual ela possa se expor sem se sentir ameaçada ou rejeitada. É isto que faz a diferença!
A igreja rígida adota uma postura que elimina os que são diferentes do seu sistema de valores. Esta igreja diz às pessoas: “Estaremos aqui em tal dia, em tal hora, e os pecadores que quiserem ir para o céu que se moldem a nós”. Deus já rejeitou essa maneira discriminatória e repreendeu este tipo de ação, que é semelhante à dos fariseus na época de Jesus. Deus não faz acepção de pessoas.
Bispo Rodovalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *