Precisamos Perdoar

O perdão que Deus nos dá está condicionado ao perdão que oferecemos

“Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós”. Mt. 6:14

Após a oração do Pai Nosso, Jesus faz uma afirmação realmente delicada. Ele mostra a estreita relação entre o perdão que damos e o perdão que recebemos. O perdão que Deus nos dá está condicionado ao perdão que oferecemos. Quantas vezes fomos machucados, feridos e estamos cheios de razão? Quantas vezes vivemos situações delicadas com o nosso cônjuge ou com pessoas que fizeram negócios e houve dano ou fraude?

O Senhor Jesus conhecia muito bem a natureza humana e por isso Ele fez este condicionamento. Como podemos receber o perdão se não sabemos perdoar? Quando agimos assim, estamos sendo egoístas e este não é o plano de Deus.

Em Mateus 18:21-35 está escrito: “Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Por isso o reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos; E, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos; E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a dívida se lhe pagasse.

Então aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei. Então o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos, que lhe devia cem dinheiros, e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves. Então o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.

Ele, porém, não quis, antes foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito, e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara. Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas”.

Nessa parábola, Jesus nos mostra a indignação daquele senhor por ter perdoado tão grande dívida do seu capataz, enquanto este não foi capaz de retribuir com a mesma misericórdia que recebeu. Deus nos perdoou tanto, que qualquer situação aqui na terra é bem menor que nossos pecados perdoados na cruz. Por isso, Ele age firmemente com relação ao perdão.

É necessário perdoar para sermos perdoados. Não carregue o fardo da amargura e do ódio, pois isso o destruirá. Lance sua dor sobre Jesus e Ele o abençoará.

 

Bispo Rodovalho

5 thoughts to “Precisamos Perdoar”

  1. Porque e tão dificil perdoar? as vezes buscamos os caminhos errados, achando que isso nos trara conforto.
    Mas o verdadeiro conforto esta na palavra de DEUS.Ele e o caminho, a verdade, e a vida.
    Que DEUS me ajude a aprender o que realmente e perdoar, pois as vezes não sei se realmente perdou.
    Bispo estou passando por um caminho muito dificil, e te peço que ore por mim, para que eu possa passar por este momento sem esquecer de meu DEUS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *