Protegendo o Éden

Gênesis 3: 8,9 “E ouviram a voz do SENHOR Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?”

Vemos dois propósitos para Adão em relação ao Jardim do Éden: guardá-lo e lavrá-lo. Com relação à terra, Adão deveria sujeitá-la, governá-la e dominá-la. O Éden era o quartel general de Deus aqui na terra e nele estava Adão, como o representante do Senhor.

Mas guardar de quem? Do inimigo, o diabo, que estava na terra. Ou as trevas dominariam o Éden, ou a luz do Éden se expandiria na terra. Este é o princípio do Reino de Deus.

O Senhor colocou ali o Seu Reino e escolheu o homem para, por intermédio d’Ele, vencer satanás e expulsá-lo de lá.

Infelizmente sabemos o que aconteceu: o Éden foi vencido, as trevas invadiram o Éden. Adão não guardou o Jardim como devia, ele não percebeu quando o diabo entrou, se incorporou na serpente e tentou a mulher.

O maior culpado pela queda foi o próprio homem. Ele tinha a responsabilidade de guardar o Jardim e não o fez!

Aprenda a guardar aquilo que lhe é mais precioso, sua família!

Bispo Rodovalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *