SANSÃO- A FORÇA DE UMA ALIANÇA

O quarto homem de nossa série sobre de onde vem a sua força tirava sua força de seus cabelos. O cabelo de Sansão representava a aliança de consagração na sua vida.
Juízes 16: 6 a 15: “Disse, pois, Dalila a Sansão: Declara-me, peço-te, em que consiste a tua grande força, e com que poderias ser amarrado para te poderem afligir.Disse-lhe Sansão: -Se me amarrassem com sete vergas de vimes frescos, que ainda não estivessem secos, então me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem. Então os príncipes dos filisteus lhe trouxeram sete vergas de vimes frescos, que ainda não estavam secos; e amarraram-no com elas.E o espia estava com ela na câmara interior. Então ela lhe disse: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão. Então quebrou as vergas de vimes, como se quebra o fio da estopa ao cheiro do fogo; assim não se soube em que consistia a sua força. Então disse Dalila a Sansão: Eis que zombaste de mim, e me disseste mentiras; ora declara-me agora com que poderias ser amarrado. E ele disse: Se me amarrassem fortemente com cordas novas, que ainda não houvessem sido usadas, então me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem.Então Dalila tomou cordas novas, e o amarrou com elas, e disse-lhe: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão. E o espia estava na recâmara interior. Então as quebrou de seus braços como a um fio.E disse Dalila a Sansão: Até agora zombaste de mim, e me disseste mentiras; declara-me pois, agora, com que poderias ser amarrado? E ele lhe disse: Se teceres sete tranças dos cabelos da minha cabeça com os liços da teia.E ela as fixou com uma estaca, e disse-lhe: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão: Então ele despertou do seu sono, e arrancou a estaca das tranças tecidasuntamente com o liço da teia.Então ela lhe disse: Como dirás: Tenho-te amor, não estando comigo o teu coração? Já três vezes zombaste de mim, e ainda não me declaraste em que consiste a tua força”.
A vida e a história de Sansão nos deixa um ensinamento precioso. Não podemos entregar nosso coração para alguém que preocura o segredo de nossa força para nos destruir. Infelizmente, hoje isso acontece com muita frequência. Quando um casal de namorados estabelece o sexo como prova de amor ele está usando o segredo de sua força para se destruir.  O nosso segredo vem do Espírito Santo e só ao nosso Deus devemos dar a nossa força.
Juízes 16: 16 a 20:”E sucedeu que, importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, a sua alma se angustiou até a morte. E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem. Vendo, pois, Dalila que já lhe descobrira todo o seu coração, mandou chamar os príncipes dos filisteus, dizendo: Subi esta vez, porque agora me descobriu ele todo o seu coração. E os príncipes dos filisteus subiram a ter com ela, trazendo com eles o dinheiro. Então ela o fez dormir sobre os seus joelhos, e chamou a um homem, e rapou-lhe as sete tranças do cabelo de sua cabeça; e começou a afligi-lo, e retirou-se dele a sua força. E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão. E despertou ele do seu sono, e disse: Sairei ainda esta vez como dantes, e me sacudirei. Porque ele não sabia que já o SENHOR se tinha retirado dele”.
Não durma no joelho de alguém que queira quebrar suas alianças e roubar sua força; cuidado com seus relacionamentos.
A força de Sansão vinha da sua consagração a Deus e não das tranças de seus cabelos, que sem dúvida eram o símbolo de consagração. Mas Sansão se envolveu num relacionamento com a pessoa errada, que o levou a quebrar sua aliança. Sansão colocou sua cabeça na mão da mulher errada.
Muita gente pensa que o pecado de Sansão foi ter cortado o cabelo, mas o problema não era esse, o problema foi ele romper a sua aliança com Deus. Muitas pessoas colocam a cabeça, o coração, o futuro, nas mãos da pessoa errada, de homens e mulheres errados. Relacionamento é a chave desse segredo.
Dalila estava atormentando Sansão para obter o seu segredo e ele sabia o que ela queria. Mesmo assim ele não saiu do relacionamento. Sansão respeitou Dalila mais do que que respeitou à unção do Espírito Santo de Deus, mais do que a força que ele tinha, mais do que a beleza e a graça de Deus em sua vida. Sansão não valorizou os dons do Espírito que Deus dera a ele.
Pessoas, homens, líderes, que respeitam os homens, as pessoas, mais do que à unção de Deus não a merecem. E quem não merece a unção de Deus perde sua vida. Precisamos aprender a respeitar as pessoas pela unção que está na vida delas. No momento em que eles rompem com a unção não merecem mais respeito e não podemos colocar nossas cabeças em seus colos.
Existem pessoas que não respeitaram e valorizaram a unção, o crescimento, as coisas bonitas que Deus as deu, e terminaram colocando suas vidas nas mãos de pessoas más e contaminadoras. O inimigo polui o ouvido, o coração, os olhos.
Somos aquilo que ouvimos. Os ouvidos são as portas do coração. O inimigo não alcança nosso coração se primeiro não alcançar nossos ouvidos. Ele quer falar para nos atingir. Se ouvirmos sobre milagres, acreditamos, projetamos e geramos milagres. Se ouvimos sobre medo, produzimos e projetamos medo em nossas vidas. Tome cuidado com o que você anda ouvindo por aí. Não empreste seu ouvido para gente maluca que quer poluir e contaminar sua mente.
Veja a queda de Adão e Eva. Eva foi repreendida porque primeiro se deixou ser alcançada pelo ouvido, ela deu ouvidos a serpente. Só depois ela foi seduzida pela visão do fruto da árvore.
Os ouvidos são a coisa mais importante em nossas vidas porque eles são as portas do coração. É por isso que as pessoas os usam para poluir a vida uns dos outros com fofocas. Não podemos permitir que nossos ouvidos sejam usados dessa maneira e que nossa vida seja poluída.
Dalila não foi o centro do problema de Sansão e sim o seu desprezo por sua unção; a valorização do relacionamento com Dalila mais do que a unção. Sansão não teve coragem de cortar um relacionamento que já estava desgastado.
Relacionamentos são bençãos enquanto são santificados. Quando um relacionamento passa a nos destruir, nos diminuir, nos afastndo de Deus ou da igreja, ele não vem de Deus, e precisamos ser fortes para acabá-lo, cortá-lo, destruí-lo sem dó. Não adoramos nem andamos por fidelidade, com um líder caído, desistente. Somos fiéis a Deus. Mas, foi por essa lógica que os anjos caídos continuaram seguindo Lúcifer.
A força de Sansão estava em sua consagração e ele deixou que um relacionamento destruísse a fonte de sua força. Ele valorizou o respeito humano mais do que a unção de Deus. Cuidado com relacionamentos que te tiram da aliança e do propósito de Deus para sua vida.
A força de Sansão estava na aliança de sua consagração!
Bispo Rodovalho
26/03/2010. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *