Seja responsável por suas escolhas

Aceite que você é falho e não pegue atalhos para alcançar seus objetivos. Às vezes, exigimos mudanças de outros, mas relaxamos quando se trata de nós mesmos. Não aceitamos os erros dos outros, mas relevamos os nossos próprios. Isso bloqueia o crescimento.

Pessoas maduras reconhecem suas próprias debilidades e carências. Se alguém chama sua atenção, o que você faz? Lamenta e culpa a outros ou diz: “Você tem razão, errei mesmo, vou mudar.” Isso é sinal de maturidade. Nós vamos mudar, vamos crescer nem que demore. Crescer leva tempo e exige dedicação, mas não existe atalho para maturidade.

Eu imagino a serpente olhando para o lado e, não tendo ninguém para responsabilizar, acabou culpando uma pessoa: Deus, seu próprio Criador. Muitas vezes culpamos as pessoas, culpamos o diabo e culpamos a Deus pelas nossas desgraças, esquecendo-nos de ir à fonte da responsabilidade: nós mesmos. A responsabilidade não é fácil, mas precisamos pedir graça ao Senhor e assumi-la.

Você já notou que uma das armas do diabo é a culpa? Mesmo tendo pedido perdão, às vezes continuamos nos sentindo culpados; isso são setas malignas. Depois que pedimos perdão, depois que recebemos a graça de Deus, o normal, o esperado, é que nos sintamos livres, mas Satanás nos engana, dizendo que não fomos perdoados e fazendo-nos sentir culpados e devedores.

A responsabilidade pessoal exige sempre que façamos escolhas. Todos os dias você deve estar consciente das suas e ser responsável por elas. Muita gente procura profissionais de saúde e se assusta quando eles dizem o que deve ser feito. Alguns dizem: “Ah! Eu pensei que você fosse me dar um remédio, me ajudar a ver como meu pai e minha mãe me destruíram, como a minha família me prejudicou, etc.” A família tem muita influência sobre nós, mas a maior influência que você pode ter é você mesmo. A maior força que existe além de Deus na sua vida é seu espírito que habita em você. Suas escolhas são determinadas por suas vontades, e não por coisas externas.

Assim, encare e enfrente suas responsabilidades e falhas. Não deixe que seus medos tomem decisões por você. O orgulho é que nos impede de expormos nossos erros. Mas quem não se expõe, quem não assume o que faz, quem não é responsável não cresce, não busca novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *